Equipamentos que eram usados na adulteração dos motores e chassis - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Equipamentos que eram usados na adulteração dos motores e chassis – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Após a prisão da quadrilha especializada em comercializar peças de motos na loja “Sucata Motos”, em menos de 15 dias, o número de roubos e furtos em Rondonópolis caíram em 60%, conforme informações repassadas pelo delegado Claudinei Lopes na manhã desta segunda-feira (29). (leia mais)

Cinco motocicletas e várias peças e motores com numerações raspadas, identificadas como produtos de roubo, foram apreendidas pela Polícia Judiciária Civil (PJC) durante fiscalização a loja que fica localizada na rua Fernando Correia da Costa.

O trabalho da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) faz parte da Operação Sucata. A empresa encontra-se fechada com ordem judicial para que a polícia realize as investigações.

Durante a operação foram presas 14 pessoas entre elas o dono da empresa Valdeci Leopoldino Silva, 41 anos, vulgo Tainha, considerado o maior receptador de peças de Mato Grosso.

Leia também:  Barra do Garças | Após denúncia, PM apreende drogas enterradas em terreno

Atualmente permanecem presos apenas quatro dos envolvidos, o Tainha, Rafael Henrique Chavier de Souza, 22 anos, Lucas Henrique da Silva Monteiro, 20 anos e Rayru Reges Sampaio Izidio, 21 anos.

De acordo com o delegado, Rayru tinha sido solto três dias após a operação, porém, foi preso novamente em flagrante quatro dias após estar em liberdade ao cometer o delito de dano qualificado, quando foi até a Derf e em forma de vingança furou dois pneus da viatura da polícia.

Ainda conforme o delegado a empresa recebia de 70 a 80 motos roubadas por mês.

A loja permanece fechada até que as investigações sejam concluídas.

Motos e peças apreendidas, consideradas produtos de roubo - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Motos e peças apreendidas, consideradas produtos de roubo – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.