Redes e tarrafas são cortadas - Foto: Verlei Cordova / AGORA MT
Redes e tarrafas são cortadas – Foto: Verlei Cordova / AGORA MT

A Policia Militar Ambiental de Rondonópolis, destruiu no fim da tarde desta segunda-feira (22), mais de 120 redes e tarrafas apreendidas durante fiscalizações da companhia. O corte dos materiais aconteceu em uma empresa de resíduos localizada no Distrito Industrial. Esta é a 2ª destruição realizada neste ano pela Ambiental.

De acordo com o sargento Kiszwewski, esse lote começou a ser recolhido após o término da piracema.

“Neste lote contém redes de cerca de 180 metros. Com um único apetrecho, um pescador pode retirar do rio em uma noite de pesca predatória, cerca de 1 mil quilos de peixes”, explicou o sargento.

Ainda conforme Kiszwewski, em custo, esse material representa cerca de R$ 80 mil.

Leia também:  Prefeitura atende reivindicação de iluminação pública da comunidade Bajara

Os policiais agora preparam para o próximo período da piracema. O foco é no transporte irregular de pescado, falta de documentação entre outras irregularidades.

Em custo, este material representa R$ 80 mil - Foto:  Varlei Cordova / AGORA MT
Em custo, este material representa R$ 80 mil – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.