Prefeito de Alta Floresta, Asiel Bezerra (PMDB) - Foto: reprodução
Prefeito de Alta Floresta, Asiel Bezerra (PMDB) – Foto: reprodução

O prefeito de Alta Floresta, Asiel Bezerra (PMDB), terá que devolver aos cofres públicos R$9.842,75 por não comprovar a necessidade pública no pagamento de passagens para viagens realizadas por servidores. A determinação é do Tribunal de Contas do Estado (TCE) que considerou as despesas ilegais.

Segundo o processo, várias irregularidades de gestão foram detectadas como a falta de identificação do responsável pela locação de máquinas, mesmo assim as contas foram julgadas regulares, porém com recomendações, multas, determinações e ressarcimento.

Também foi determinado que seja instaurado um Procedimento Administrativo Disciplinar para explicar a não existência de ato de improbidade no registro de uma roçadeira como patrimônio da Secretaria de Infraestrutura que foi encontrada na propriedade privada do ex-secretário de Administração, Antonio Ferreira de Melo.

Leia também:  Vereador apresenta projeto Cidadão da Paz
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.