A travessia urbana da BR 364, que passa pelo perímetro urbano de Juscimeira, recuperado há um pouco mais de um mês, vem causando transtornos aos motoristas e moradores da região. Preocupada com a segurança na localidade, a Prefeitura Municipal encaminhou o Ofício nº 187/GAB/PMJ/CONVENIOS, solicitando ao Departamento Nacional de Infraestrutura e Trânsito a reparação urgente, além da recuperação da iluminação de toda a travessia urbana na localidade.

O prefeito de Juscimeira, Valdecir Luiz Colle (Chiquinho) em companhia dos vereadores Carlão e Lindomar Duarte estiveram na quarta-feira (24) no escritório do DNIT em Cuiabá cobrando a agilidade na reparação dos problemas, onde, segundo o prefeito, deram a garantia que a recuperação da pavimentação e da iluminação pública será solucionada nos próximos 10 dias.

Leia também:  Municípios mato-grossenses podem aderir ao Selo Unicef

Anexado ao oficio foi encaminhado um relatório técnico fotográfico da BR 364, onde a malha viária apresenta aspecto borrachudo em todo o perímetro de até 40 cm de profundidade, o que está causando transtornos e dificuldades na travessia dos veículos de passeio.

Quanto aos reparos na iluminação pública do referido trecho deverá ser feitos pelos danos estruturais causados na rede física da iluminação central, onde após a obra ficou com apenas 30% da iluminação na região

Aproveitando a agenda em Cuiabá, a comitiva juscimeirense se deslocou até a Secretaria de Estado de Transporte e Pavimentação Urbana (Septu). Em reunião com o secretário adjunto, Alaor Alvelos Zeferino de Paula, ficou definido que o município de Juscimeira, a Septu e o Consórcio de Desenvolvimento da Região Sul, vão fazer um mutirão na MT 373 (estrada que liga Juscimeira a Poxoréu).

Leia também:  Mais de 2 mil pessoas recebem chave da casa própria em Primavera

“Na travessia que liga o assentamento a comunidade Grota Vermelha saindo nas proximidades do Distrito de Santa Elvira também ganhará atenção quanto à infraestrutura, com previsão de começar a obra na próxima segunda-feira, a qual beneficiará mais de 400 pessoas que vivem naquela região”, finaliza Chiquinho.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.