O impressionante acidente entre Nicolas Prost e Nick Heidfeld na última volta da corrida inaugural da Fórmula E, em Pequim, possibilitou a histórica vitória do brasileiro Lucas di Grassi. Mas o episódio também suscitou uma enorme polêmica na primeira categoria de monopostos 100% elétricos da FIA. Na saída da pista, o filho do tetracampeão mundial de F-1 Alain Prost criticou aquilo que chamou de “manobra suicida” de Heidfeld. Somente após assistir ao vídeo da corrida, o francês de 33 anos reconheceu sua culpa pela violenta colisão. O pedido de desculpas foi feito por meio das redes sociais.

– Eu me sinto muito mal pelo acidente. Entendo que eu sou o responsável. Eu simplesmente não o vi. Me sinto muito mal. O mais importante é que meu amigo Nick Heidfield está bem. Desculpe mais uma vez, Nick, você sabe que eu jamais faria algo assim – escreveu o francês.

Leia também:  Mixto, Dom Bosco e Cacerense viram adversários diretos do União na Copa Federação

Pole position no circuito de rua montado em Pequim, Nicolas Prost foi ultrapassado por Nick Heidfeld na última volta, mas não reagiu bem à manobra e tirou o adversário da pista, fazendo com que o carro do alemão voasse e se chocasse violentamente contra a proteção. A vitória caiu, então no colo de Lucas di Grassi, que vinha em terceiro e foi beneficiado pela confusão. Por causa do acidente, o francês foi penalizado com a perda de 10 posições na próxima etapa, em Putrajaya, na Malásia.

Logo após a batida, o alemão se mostrou furioso com a atitude do adversário e foi tirar satisfações com Prost ainda na pista. Mas, ao receber o pedido de desculpas, Heidfeld se mostrou compreensivo. Os dois são companheiros de equipe no Mundial de Endurance (WEC) e dividem o cockpit do carro número 12 da escuderia suíça Rebellion Racing. Também utilizando as redes sociais, o ex-piloto de Fórmula 1 fez referência à etapa deste sábado, em Austin, nos Estados Unidos.

Leia também:  Após derrota, Luve tem desafio contra o Oeste

– Obrigado, Nico. Eu conheço você e sei que você não acertaria alguém de propósito. Coisas assim acontecem. No próximo fim de semana, vamos lutar juntos em Austin pela Rebellion Racing – escreveu o alemão.

Sem ter nada com a confusão entre Heidfeld e Prost, Lucas di Grassi assumiu a ponta nos metros finais e faturou a vitória, assumindo a liderança do campeonato, com 25 pontos. Também beneficiado pela batida, Nelsinho Piquet pulou do 11º para o nono lugar, somando seus dois primeiros pontos. Com problemas no carro, o outro brasileiro que disputa a Fórmula E, Bruno Senna, abandonou logo na volta inicial.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.