O impressionante acidente entre Nicolas Prost e Nick Heidfeld na última volta da corrida inaugural da Fórmula E, em Pequim, possibilitou a histórica vitória do brasileiro Lucas di Grassi. Mas o episódio também suscitou uma enorme polêmica na primeira categoria de monopostos 100% elétricos da FIA. Na saída da pista, o filho do tetracampeão mundial de F-1 Alain Prost criticou aquilo que chamou de “manobra suicida” de Heidfeld. Somente após assistir ao vídeo da corrida, o francês de 33 anos reconheceu sua culpa pela violenta colisão. O pedido de desculpas foi feito por meio das redes sociais.

– Eu me sinto muito mal pelo acidente. Entendo que eu sou o responsável. Eu simplesmente não o vi. Me sinto muito mal. O mais importante é que meu amigo Nick Heidfield está bem. Desculpe mais uma vez, Nick, você sabe que eu jamais faria algo assim – escreveu o francês.

Leia também:  Cuiabá vence amistoso contra Operário

Pole position no circuito de rua montado em Pequim, Nicolas Prost foi ultrapassado por Nick Heidfeld na última volta, mas não reagiu bem à manobra e tirou o adversário da pista, fazendo com que o carro do alemão voasse e se chocasse violentamente contra a proteção. A vitória caiu, então no colo de Lucas di Grassi, que vinha em terceiro e foi beneficiado pela confusão. Por causa do acidente, o francês foi penalizado com a perda de 10 posições na próxima etapa, em Putrajaya, na Malásia.

Logo após a batida, o alemão se mostrou furioso com a atitude do adversário e foi tirar satisfações com Prost ainda na pista. Mas, ao receber o pedido de desculpas, Heidfeld se mostrou compreensivo. Os dois são companheiros de equipe no Mundial de Endurance (WEC) e dividem o cockpit do carro número 12 da escuderia suíça Rebellion Racing. Também utilizando as redes sociais, o ex-piloto de Fórmula 1 fez referência à etapa deste sábado, em Austin, nos Estados Unidos.

Leia também:  Meninas da NBU avançam invictas rumo ao título do Torneio de Basquete

– Obrigado, Nico. Eu conheço você e sei que você não acertaria alguém de propósito. Coisas assim acontecem. No próximo fim de semana, vamos lutar juntos em Austin pela Rebellion Racing – escreveu o alemão.

Sem ter nada com a confusão entre Heidfeld e Prost, Lucas di Grassi assumiu a ponta nos metros finais e faturou a vitória, assumindo a liderança do campeonato, com 25 pontos. Também beneficiado pela batida, Nelsinho Piquet pulou do 11º para o nono lugar, somando seus dois primeiros pontos. Com problemas no carro, o outro brasileiro que disputa a Fórmula E, Bruno Senna, abandonou logo na volta inicial.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.