O Tribunal Superior Eleitoral acaba de decidir o futuro da candidatura ao Governo do deputado estadual, José Geraldo Riva (PSD), e por unanimidade decidiu negar provimento ao recurso que solicitava o seu registro de candidatura.

Apenas o ministro Gilmar Mendes fez um pequeno questionamento ao relator do processo, o ministro João Otávio Noronha, “Então a decisão da justiça comum foi pela condenação por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito?”, e o ministro João Otávio Noronha repetiu a decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, que foi pela condenação de Riva.

Com a decisão do TSE reiterou a do TRE de Mato Grosso e negou o registro da candidatura de Riva, a sua esposa Janete Riva deve ser o nome à substitui-lo, mas ainda há a possibilidade do PSD recuar da candidatura ao governo e parte dos apoiadores de Riva em forma de protesto resolverem apoiar a candidatura de Lúdio Cabral (PT).

Leia também:  Thiago Muniz comemora derrubada do IPTU “População não suporta mais aumento de impostos”

A reportagem do AGORA MT tentou contato com José Riva, mas o candidato não atendeu aos telefonemas.

Apesar do resultado negativo uma terceira alternativa pode ser tomada pela defesa do candidato e recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) e assim Riva manteria a campanha eleitoral até um novo julgamento.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.