Mato Grosso tem o menor percentual de rodovias asfaltadas do Centro Oeste. Dos 30 mil km de rodovias existentes, apenas 18% são pavimentados, com asfalto de baixa qualidade. Goiás tem 51% dos seus 20 mil km asfaltados e Mato Grosso do Sul, 22% de um total de 14,7 mil km.

No Mato Grosso, muitas destas rodovias foram asfaltadas há 10 anos ou mais, e alguns casos há mais de 35 anos. Pior, mesmo as mais recentes têm problemas por falta de fiscalização. São 44 municípios sem ligação com nenhuma rodovia pavimentada.

Por esse motivo, o candidato a deputado estadual Rodrigo da Zaeli quer propor a implantação de um Planejamento Estratégico para manutenção, conservação e ampliação da malha rodoviária estadual.

Leia também:  Maggi continua no Governo e descarta entrar na disputa em 2018

“Muitas rodovias estaduais estão precárias, as duplicações nunca são concluídas. Muitos continuam sofrendo com a falta de manutenção das vias, que continuam esburacadas, sujas e com pouca sinalização. É morte atrás de morte e a maioria por conta das poucas condições oferecidas pelo Governo do Estado”, reclama.

Ele lembra que há trechos que ficam intransitáveis em determinadas épocas do ano. “Entre as cidades de Chapada dos Guimarães e Campo Verde, a rodovia está precária, necessitando de recapeamento, limpeza e recuperação do acostamento. Temos que destacar também que em alguns trechos há pontes interligando uma cidade à outra. Muitas estão em péssimas qualidades, são estreitas e irregulares, oferecendo riscos aos usuários”, conclui.

Leia também:  Servidores de Rondonópolis recebem pagamento no Dia do Funcionário Público (28/10)

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.