Mais de mil municípios da Região Nordeste do país enfrentam situação de emergência reconhecida pelo Ministério da Integração Nacional. O Piauí, com 202 municípios reconhecidos, é o estado com maior volume de ocorrências.

A falta de chuva é a causa da maioria dos problemas enfrentados por esses municípios. De acordo com o diretor da Defesa Civil do Piauí, Jerry Heber, toda a região do Semiárido sofre com os efeitos da seca. Segundo ele, municípios como Jaicós, Belém do Piauí, Padre Marcos e Queimada Nova são os mais afetados

Tenho visitado algumas localidades. A situação não está fácil. Nossos recursos são limitados, mas estamos trabalhando para minimizar a estiagem”, salienta o diretor.

Leia também:  Médica de clínica particular se recusa atender paciente e bebê morre nos braços da mãe

Apesar do reconhecimento do ministério, Hebert garante que o Piauí não recebe verbas necessárias do governo federal. “Tudo que estamos fazendo é com recursos do próprio estado. Nada recebemos do Ministério da Integração”, assegura.

Em nota, o ministério informa que, desde 2011, o estado recebe repasses regulares para enfretamento da estiagem. O documento ressalta que, somente este ano, foram investidos mais de R$ 1 bilhão no estado.

Conforme o diretor, atualmente a Defesa Civil consegue abastecer apenas 94 municípios com caminhões-pipa. Acrescentou que a situação é preocupante em importantes açudes da região, entre eles o Tiririca e o Caboclo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.