A diretoria da penitenciária Major Eldo de Sá Correa, a Mata Grande, recebeu nesta segunda-feira (29) a visita do secretário de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh/MT), Luiz Antonio Pôssas de Carvalho, que confirmou a liberação de recursos para reforma e ampliação da unidade.

O secretário afirmou que uma das metas é reformar e ampliar todas as unidades prisionais até o mês de dezembro de modo que ofereça um ambiente onde os reeducandos possam ter condições de serem reintegrados a sociedade. Luiz Antonio frisou que nesta quarta-feira (01) a Mata Grande deve receber uma parcela de R$ 200 mil para dar início às obras.

Pôssas comunicou que além dos valores para reforma e ampliação será destinado para Rondonópolis a liberação de mais 500 tornozeleiras eletrônicas para os reeducandos em progressão de pena.

Leia também:  Amigo da família é preso por ser suspeito em estupro de menina de 12 anos

O diretor da Mata Grande, Agno Sérgio Silva Ramos, afirmou que com o recurso será possível oferecer um ambiente menos insalubre, mais segurança, além de desenvolver projetos sociais que possibilitam a ressocialização dos reeducandos.

Além da reforma das unidades também serão concluídas as obras das unidades prisionais de Juína e Peixoto de Azevedo e também a conclusão do processo de licitação de mais seis penitenciárias que irão liquidar o déficit de presos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.