Após anunciar a sua aposentadoria, o governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (PMDB) falou pela 1ª vez sobre os problemas das obras da Copa do Mundo na Capital. O peemedebista declarou que não se sente culpado pelas intervenções e cobrará uma posição das empresas responsáveis.

O governador disse que não se sente incomodado pelas atuais críticas feitas ao seu governo, principalmente no que diz respeito às obras da Copa. Para Silval o erro foi não ter se concentrado somente nas 5 intervenções como exigia a matriz de responsabilidade assinada com a FIFA.

“Esses viadutos ai, uma, duas obras deram problema, ai culpam o governador, eu não sou engenheiro, me formei em direito. Eu vou cobrar responsabilidades de quem pegou a obra e tem contrato e compromisso de entregar a obra de qualidade e com garantia, se teve erros vão arcar com os erros e os custos”, disse.

Leia também:  Em clima quente com bate-boca e empurrões sessão do Senado é suspensa

Durante a entrevista, Silval se comparou ao ex-governador Blairo Maggi (PR), afirmando que não teme as críticas da oposição e que a história se encarregará de provar os resultados de sua gestão enquanto governador do Estado por quatro anos.

“O Blairo foi um excelente governador e quando deixou o mandato quiseram transparecer que o Estado estava caindo. Falavam em Mato Grosso 80% equipado e 20% roubado e irregularidades em cartas de crédito. Tudo não passou de denúncias infundadas. Tenho certeza que o tempo vai mostrar o quanto me empenhei em contribuir para o Estado”, finalizou Silval.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.