Durante a sessão ordinária realizada na noite de ontem (28) na Assembleia Legislativa (AL) de Mato Grosso, ficou definido a implantação das três Comissões Parlamentares de Inquérito (CPIs) solicitadas na semana passada. A aprovação das comissões foi feita após os proponentes entregarem à Mesa Diretora o relatório em que se comprometem a finalizar as investigações, ainda nesta legislatura.

A 1ª CPI é a da Cooamat, proposta pelo deputado estadual José Riva (PSD) para investigar o suposto uso da cooperativa, ligada ao empresário Eraí Maggi (PP), que sonegaria impostos; a 2ª CPI é da Trimec, proposta por Ademir Brunetto (PT), para investigar contratos da empreiteira com o Governo; e por fim a CPI da Nhambiquaras, proposta por Walter Rabello (PSD), para investigar contratos da construtora com o Estado.

Leia também:  Gabinete Itinerante atende comunidade do bairro Morumbi e região

Os representantes da Mesa Diretora informaram que os grupos terão 40 dias para apresentarem relatório final de suas investigações.  A expectativa do presidente em exercício da Assembleia, Romoaldo Junior (PMDB), é de que o ano legislativo termine no dia 22 de dezembro.

As CPIs fazem parte da pauta desta quarta-feira (29). Apesar de aprovadas, as Comissões ainda não definiram seus membros. A previsão é de que a definição ocorra hoje.

 

LEIA TAMBÉM – CPI da Cooamat deve ter desdobramento em Rondonópolis

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.