louis braileA equipe de atores do Centro de Reabilitação Louis Braille de Rondonópolis fez reconhecimento de palco e ensaio geral da peça ‘A rica avarenta’ na tarde desta terça-feira (14). O espetáculo é uma adaptação do texto do escritor Ariano Suassuna e vai participar do 2º Festival Estudantil de Teatro a ser realizado pelo Centro Cultural José Sobrinho, nos dias 21 e 22 de outubro. A professora responsável, Fernanda Moreto, conta que a peça já foi apresentada em escolas da cidade e diversas atividades da Instituição.

Fernanda Moreto contou com a ajuda de estagiárias do curso de Pedagogia da Universidade Federal de Mato Grosso – UFMT para fazer o reconhecimento de palco para os 12 atores deficientes visuais. Ela acrescenta que todas as decisões na montagem do espetáculo são compartilhadas com os alunos envolvidos. O objetivo é promover estímulos para que cada participante saiba fazer opções e escolhas e, a partir daí, passar a ter mais autonomia na vida.

Leia também:  Rondonópolis terá 'Festival Estudantil de Teatro' nesta quinta e sexta-feira

PROGRAMAÇÃO

Maurílio Fagundes – coordenador do Centro Cultural José Sobrinho – antecipa que 18 espetáculos vão passar pelo palco da Casa, durante o 2º Festival Estudantil de Teatro. A peça ‘O golpe’ montada pelo próprio Centro Cultural abre a programação às 8h10min da terça (21). Nessa manhã são apresentadas ainda as peças ‘Não toque’ do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – Peti; ‘Sonho de uma noite de verão’ do Sesc e ‘Um mundo melhor depende de nós’ da Escola Municipal Cora Coralina.

A equipe do Centro Cultural apresenta ‘O caça sujeira’ no começo da tarde. Em seguida entra no palco a equipe do Louis Braille com a peça ‘A rica avarenta’. O grupo da Escola Cora Coralina conta a própria história de sucesso no espetáculo ‘Os campeões da Emei brincando e construindo história’. Depois os alunos do Peti encenam ‘O rato’.

Leia também:  Zé do Pátio fala sobre fechamento das UTI´s em lançamento da Caravana da Transformação

O time de atores do Centro Cultural retoma as apresentações no dia seguinte com a peça ‘Deu a louca nos contos de fada’. A Casa do Adolescente Sagrada Família promete animar a plateia com o espetáculo ‘Rádio tititi, blá blá blá’. Os alunos da Escola Rural Professora Dersi de Almeida participam do festival nessa manhã, com as peças ‘Senhor baratão’ e ‘Dilema’.

No início da tarde a equipe do Centro Cultural sobe no palco novamente para encenar o texto ‘Ladrão de alegria’. O grupo da Escola Dersi faz a terceira apresentação com o tema ‘Ser negro’. Depois tem ‘Leile House do Centro Cultural. A Fundação André e Lúcia Maggi ‘Casa Mágica’ traz para o festival o espetáculo ‘O galinho e o minhoca’. A peça da Escola Estadual Santo Antonio conta ‘Quando as fadas reencontram os contos’. Os atores da Casa Mágica fecham a programação com a peça que faz um questionamento sobre o tempo.

Leia também:  Gás tem reajuste de quase 13% e consumidor deve pagar R$ 95 em Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.