Alberto Llapur, 26 anos, sempre teve uma relação próxima com o esporte. A paixão, que surgiu quando ele ainda era criança, cresceu e há três anos o argentino partiu das corridas para o triatlo. Foi cerca de um ano de prática intensa até que, em 2012, um acidente de carro o parou. O trauma tirou a visão de Alberto quase que completamente. Hoje ele só enxerga 5% do olho esquerdo, mas a vontade de seguir nas pistas continua a mesma.

– Foi muito difícil, mas em nenhum momento eu pensei que não poderia mais correr – conta Alberto.

Otimista e decidido, o argentino da província de Tucuman, não se abateu. No período de recuperação Alberto se informou, descobriu a corrida guiada e, em apenas seis meses, voltou a correr. A superação não foi surpresa para ele, que nunca pensou em desistir, mas o que o Alberto não esperava era encontrar um amor nas pistas. Através de amigos em comum do grupo de corrida, Uky Moreno, 33 anos, entrou na vida de Alberto. A corredora, que descobriu a corrida em 2010, há cinco meses corre acompanhada. E, apesar de ela ser a guia, Uky confessa que corre na frente é o namorado.

Leia também:  Brasil vence a Holanda e tem desafio mortal contra os Estados Unidos

– Ele corre muito mais rápido. Eu é quem tenho que pedir para ele ir mais devagar – se diverte Uky.

Os dois já correram outras vezes juntos, mas foi no último sábado, dia 27 de setembro que eles enfrentaram o primeiro 21km juntos na 3ª edição da Meia Maratona de Iguaçu, na Argentina. Apesar de não ocuparem o pódio, o casal não escondia a felicidade e o sorriso por completar o desafio juntos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.