Um boato que o doleiro Alberto Youssef teria morrido envenenado está circulando pela internet foi desmentido em nota pela Polícia Federal.De acordo com a PF, o delator do esquema de corrupção da Petrobras, está internado desde a tarde deste sábado (25), no Hospital Santa Cruz, em Curitiba, após um mal estar, mas passa bem.

“A polícia federal informa que Alberto Youssef passou bem à noite e permanecerá, em princípio, internado por 48 horas, sob escolta de Policiais Federais. Não havendo nenhuma outra intercorrência, retornará à carceragem da PF da Superintendência de Curitiba.”

Uma mensagem que está sendo repassada pela redes sociais informa que o doleiro teria falecido devido a um envenenamento “Provavelmente o doleiro faleceu por envenenamento e não por infarto como será divulgado”, diz um trecho do texto.

Leia também:  Pátio reúne vereadores para fumar cachimbo da paz

A Polícia Federal também negou que o doleiro tenha sido envenenado e disse que são infundadas as informações. Conforme a PF, Youssef foi hospitalizado em virtude de uma queda de pressão arterial, esta é a 3ª vez que ele precisa de atendimento médico após ter sido preso.

Confira a íntegra das notas:

“Devido a uma forte queda de pressão arterial causada por uso de medicação no tratamento de doença cardíaca crônica”.

“Esta é a terceira vez que ocorre atendimento médico de urgência após a sua prisão”, diz a nota.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.