As primeiras 50 casas do residencial André Maggi, em Rondonópolis, devem ser entregues às famílias beneficiadas pelo programa de habitação no mês de dezembro de 2014. A previsão foi informada pela gerência regional da Caixa Econômica ao Ministério Público Federal esta semana a partir do levantamento dos serviços necessários e dos custos para concluir as casas que ficaram invadidas por cinco meses.

Para verificar a situação do residencial, o procurador da República Guilherme Göpfert se reuniu com representantes da Construtora Lúmen, da Caixa Econômica e da Polícia Militar, bem como determinou realização de vistoria no Residencial, que ocorreu na última quinta-feira.

Segundo o procurador, “depois de todo o processo de desocupação do residencial, a notícia trazida pela Caixa de que unidades poderão ser entregues já em dezembro deixa uma importante mensagem para a população Rondonopolitana de que ela pode e deve contar com os órgãos de Estado e que o MPF está sempre atento para garantir o respeito aos valores constitucionais e a aplicação da lei.”

Leia também:  UTI Pediátrica de Rondonópolis reabre após paralisação de 21 dias

Segundo a gerente regional da Caixa, Fátima Casteli e Pinheiro, para que as casas sejam entregues ainda falta a instalação dos serviços de energia elétrica, água e esgoto, à cargo das concessionárias Cemat e Sanear respectivamente.

Ainda de acordo com a Caixa, a análise do cadastro e da situação de crédito das famílias cadastradas para o programa federal de habitação começarão a ser analisados imediatamente.

Uma nova reunião será realizada para o acompanhamento das medidas adotadas para a conclusão das obras no residencial André Maggi. A data ainda será agendada. Participarão representantes do MPF, Caixa Econômica, Construtora Lúmen, Cemat e Sanear.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.