As autoridades australianas anunciaram hoje (27) a suspensão dos movimentos migratórios de países afetados pelo vírus ebola na África Ocidental, de forma a prevenir a chegada da doença ao seu território.

Com a decisão, anunciada pelo ministro da Imigração, Scott Morrison, será suspensa a emissão de vistos para pessoas procedentes dos países afetados pela doença, depois de uma jovem de 16 anos, oriunda da Guiné-Conacri, ter ficado isolada por receio de ser portadora do ebola.

“Essas medidas vão suspender temporariamente o programa migratório, incluindo o programa humanitário, destinado a pessoas dos países afetados pelo ebola”, disse Morrisson.

Ele acrescentou que as pessoas a quem já foi garantido o visto poderão viajar para a Austrália, embora o plano de contingência vá obrigar a realização de vários exames e cuidados adicionais a fim de evitar a propagação do vírus.

Leia também:  OMS alerta o crescimento de casos com resistência ao vírus HIV
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.