Confira a lista dos candidatos a deputado federal de Mato Grosso.

Pela coligação “Coragem e Atitude pra Mudar” elegeram: Nilson Leitão (PSDB) com 8,81%, Adilton Sachetti (PSB) com 7,78%, Fábio Garcia (PSB), com 7,20%, Ezequiel Fonseca (PP) com 6,25% e Professor Victório Galli (PSC) com 4,43% dos votos apurados.

Os candidatos eleitos pela coligação “Amor a nossa gente” foram eleitos Ságuas Moraes (PT) com 6,72%, Carlos Bezerra (PMDB) e Valtenir Pereira (PROS) com 4,32 % dos votos apurados.

Dos candidatos eleitos dois são de Rondonópolis: Carlos Bezerra (PMDB) e Adilton Sachetti (PSB).

Adilton Sachetti

Adilton Sachetti comemorando a vitória - Foto: Varlei Cordova - AGORAMT
Adilton Sachetti comemorando a vitória – Foto: Varlei Cordova – AGORAMT

Sachetti iniciou as comemorações na noite deste domingo (5) em frente ao comitê, localizado na região central de Rondonópolis. O candidato eleito disse que este é um momento de felicidade.

Leia também:  Nos bastidores, Pátio prepara mudanças no secretariado

“Desde o início eu tinha certeza que o trabalho não ia ficar em vão do que a gente fez. Acho que isso é resultado do trabalho, trabalho meu, trabalho da Rose, trabalho da minha família, dos meus amigos, e no estado inteiro contribuíram com mais de 112 mil votos. A campanha foi feita com carisma, com transparência, em apenas dois meses, nós saímos do zero e vencemos”, destacou Sachetti.

O ex-prefeito de Rondonópolis ainda falou que pretende trabalhar junto com Pedro Taques, eleito governador de MT.

“Eu acredito no Pedro Taques e acredito que ele vá fazer mudanças nesse Estado que ele precisa, e o Pedro tem todas condições mudar nisso e eu quero ajudar,” disse Sachetti.

Leia também:  Setrat atende pedido de vereador e sinaliza escolas da cidade

O eleito a Deputado Federal ainda ressaltou o reconhecimento das pessoas ao seu trabalho prestado durante a vida política.

“Me surpreendeu a forma como as pessoas abraçaram a minha campanha, de forma espontânea, alegre, todos os lugares do estado que eu fui tinha alguém para me abraçar, para difundir a minha história de vida, pra levar minhas ideias. Poucos políticos no Estado tem o currículo de vida que eu tenho, trabalho prestado, trabalho voluntário a entidades, associações, quando fui prefeito aqui, na Gecopa, isso pesou muito nas eleições,” disse Adilton Sachetti.

Para presidente da República, Sachetti disse que fará campanha para o tucano Aécio Neves.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.