Os trabalhadores estão concentrados em frente a empresa - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Os trabalhadores concentrados em frente a empresa – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Funcionários da empresa Engecon decidiram entrar em greve, por tempo indeterminado, a partir desta quarta-feira (08). De acordo com o diretor do Sindicato dos Trabalhadores Urbanitários de Mato Grosso, Mário Bueno, a principal reivindicação da categoria é garantir a equiparação dos salários e benefícios igualitários ao dos eletricitários da Centrais Elétricas Matogrossenses (Cemat) já que desempenham a mesma função.

Mário Bueno explicou que o salário dos trabalhadores é bastante inferior comparado ao do funcionário da Cemat, mas não informou o valor e nem a porcentagem do reajuste salarial que reivindicam com a greve.

Dentre as reivindicações ainda estão melhores condições de trabalho, melhorias no plano de saúde e vale alimentação, entre outros.

Conforme informou o diretor do sindicato, cerca de dois mil trabalhadores aderiram à greve em MT, sendo que 300 são da região Sul do estado.

Leia também:  Pontes e Lacerda | Construção Civil é o setor que mais gera empregos em junho

“A greve iniciou hoje por conta da falta de avanço do acordo coletivo de trabalho para 2014/2015,” destacou Bueno.

De acordo com ele, os serviços essenciais serão mantidos pelos eletricitários. “Não queremos prejudicar a população, vamos manter 30% do efetivo em operação,” disse o diretor.

Os trabalhadores ficarão concentrados em frente a empresa durante a paralisação.

Segundo informações de Bueno, a empresa ainda não iniciou negociações com a categoria.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.