O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) divulgou na tarde de ontem (5) um balanço quanto as ocorrências com urnas eletrônicas. Ao todo, 144 unidades apresentaram algum tipo de problema, sendo que 57 urnas precisaram ser substituídas e as demais apenas passaram por ajustes.

Segundo informou o TRE, 12 urnas foram reiniciadas, 23 precisaram de ajustes na configuração de data e hora e 23 tiveram ajustes de papel bobina. E outras seis ainda sofreram ajustes no módulo impressor.

Com relação aos crimes eleitorais, o balanço do TRE apresentou 62 ocorrências no interior do Estado, que resultou em 40 prisões com 22 liberados.

Dos 17 registros envolvendo candidatos, quatro foram presos: uma em Nova Nazaré devido ao transporte ilegal de eleitores até o local de votação, um em Tangará da Serra, por ‘boca de urna’, e dois em Alto Taquari por transporte ilegal de eleitor e por uso de alto falante e carreata.

Leia também:  "Falar de política não está fácil", confessa dirigente do Solidariedade

A Ouvidoria do TRE recebeu 1.227 ligações, sendo que 30 eram denúncias. O aplicativo “Pardal” recebeu 55 denúncias. Presencialmente, 14 eleitores registraram denúncias.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.