No mês de setembro 10.682 novos veículos foram emplacados em Mato Grosso, número considerado 5,8% maior do que agosto, quando o Estado contabilizou a venda de 10.095 unidades. Se considerado o mesmo período no ano passado, o crescimento é de 2,1% de acordo com os dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores de Mato Grosso (Fenabrave-MT).

Para o presidente da Fenabrave-MT, Manoel Guedes, o resultado ainda não é o esperado. Em muitos casos, alguns concessionários tiveram que abrir mão de seus lucros para bancar as chamadas “taxas zero”, forma de atrair e encorajar o consumidor a adquirir seu veículo. Prevendo estes meses de pouco crescimento, as montadoras também começaram a fazer grandes investimentos em publicidade.

Leia também:  Município alerta sobre a prevenção contra a violência da primeira infância

No desempenho por segmentos, os caminhões foram responsáveis por 353 unidades emplacadas, número 8,9% maior do que no mês de agosto. Guedes explica que geralmente os consumidores que optam pela aquisição deste tipo de veículo, costumam financiar pelo BNDES.

“O que aconteceu foi que o BNDES liberou um número maior de financiamentos, possivelmente pela proximidade das eleições. Além disso, em outubro terminam os financiamentos pelo BNDES PSI, modalidade aplicável ao financiamento de veículos rodoviários, ônibus e novos caminhões. Assim sendo, os beneficiários dessa modalidade estão acelerando os processos e adiantando as compras”, destacou o representante do setor.

Nos demais segmentos, as motos lideram o ranking com maior número de vendas, totalizando 4.444 unidades emplacadas e 5,5% de aumento nas vendas, seguido dos automóveis, com 3.469 e 7,2% de crescimento e dos comerciais leves (caminhonetes), com 1.984 veículos e 5,6% de aumento.

Leia também:  Inauguração, retomada e lançamento de obras marcam a programação do aniversário de Rondonópolis

Cuiabá totaliza a cidade com maior número de vendas de novos veículos, com 2.623 unidades emplacadas, seguida de Várzea Grande, com 853, Rondonópolis, com 750, Sinop, com 637 e Sorriso, com 338 emplacamentos.
No acumulado do ano, Mato Grosso é responsável pelo emplacamento de 91.976 novos veículos, porém este número é 3,3% menor do que comparado ao mesmo período do ano passado, quando o acumulado somava 95.194. O presidente da Fenabrave-MT se preocupa com o fechamento do ano no Estado.

“Será muito difícil superar os números de 2013 e acredito que se pelo menos conseguirmos igualar os resultados, já será satisfatório. A grande preocupação atual é com a manutenção de empregos, que se torna cada vez mais difícil, já que as próprias montadoras já demitiram mais de 9 mil funcionários até agora”, explicou Manoel Guedes.

Leia também:  DERF incinera mais de 800 kg de droga apreendida em Rondonópolis

BRASIL

Em todo país 436.885 emplacamentos foram contabilizados, número 8% maior do que o mês de agosto. Já no acumulado do ano, o Brasil segue 7,9% negativo em relação a 2013, com 3.769.987 veículos comercializados.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.