Depois de ter alta e deixar o hospital, a enfermeira Nina Pham, primeira pessoa a ser infectada por ebola em território americano, foi recebida pelo presidente americano, Barack Obama, na Casa Branca, nesta sexta-feira (24).

Nina também participou de uma coletiva de imprensa em frente ao Centro Clínico dos Institutos Nacionais de Saúde (NHI, na sigla em inglês) em Bethesda, Maryland. Vestindo camiseta azul turquesa e aparência saudável, Nina Pham sorriu durante a coletiva. “Eu me sinto afortunada e abençoada por estar aqui hoje”, disse Pham aos jornalistas, expressando sua gratidão àqueles que rezaram por ela e cuidaram dela enquanto esteve doente.

“Estou em processo de recuperação, enquanto reflito sobre os muitos outros que não foram tão afortunados”, prosseguiu. “Embora não tenha mais ebola, eu sei que pode demorar um pouco até eu recuperar as forças”, afirmou a jovem.

Leia também:  Deslizamento provocado por chuvas mata 25 pessoas e deixa mais 40 desaparecidos na Colombo

A enfermeira não tomou nenhum medicamento experimental contra o ebola enquanto esteve isolada no hospital de pesquisas especializado em Bethesda, Maryland, afirmou Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Doenças Infecciosas e Alergias.

Pham foi a primeira trabalhadora de saúde a ser infectada com ebola nos Estados Unidos, e pegou a doença do paciente liberiano Thomas Eric Duncan, que deu entrada no Hospital Presbiteriano de Dallas em 28 de setembro.

Durante a visita à Casa Branca, horas depois de deixar o hopsital, a jovem foi recebida no Salão Oval por Obama, que a abraçou.

Consultado durante uma coletiva de imprensa, o porta-voz do executivo, John Earnest, afirmou que Obama, que não estava “preocupado em absoluto” com a ideia do encontro, quis saudar o trabalho desta jovem, “que ficou doente cuidando de um paciente com ebola”.

Leia também:  Ator americano que interpretou Batman morre após luta contra a leucemia

“Ela não o fez para ganhar aumento de salário ou para se destacar, o fez porque era o seu trabalho”, afirmou Earnest. “O fato de estar curada é uma notícia fantástica”, acrescentou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.