Paulo da CunhaO desembargador Paulo da Cunha foi eleito por 21 votos como novo presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) para o biênio 2015-2016. Na eleição que ocorreu na tarde desta quinta-feira (16) apenas oito pessoas votaram contra o nome de Cunha.

Pouco antes de iniciar a sessão, Sebastião de Moraes que também concorria ao cargo renunciou à disputa. O discurso de Moraes foi em tom de desabafo, ele afirmou que assistiu o filme intitulado “Guerra dos Deuses”, na televisão, mas se sentia o personagem principal de outro filme: “Um estranho no Ninho”.

Além dos dois também estava na disputa o desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha. Com o resultado, Carlos Alberto, desejou votos de sorte ao novo presidente eleito.

Leia também:  Com mais de 22 mil inscritos, OAB-MT comemora 84 anos

O presidente eleito Paulo da Cunha agradeceu os votos recebidos pelos colegas, e afirmou que irá honrar a confiança depositada em seu nome.

Ele irá substituir o atual presidente do TJ, Orlando Perri, que está no comando da instituição desde o ano passado. O mandato é de dois anos.

Já as desembargadoras Clarice Galdino e Maria Erotildes foram eleitas, respectivamente, vice-presidente e corregedora do Tribunal de Justiça. Elas concorreram sozinhas a essas vagas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.