Campeão da Fórmula Renault inglesa neste ano, Pietro Fittipaldi chamou atenção da Ferrari, que convidou o jovem piloto de 18 anos para integrar sua Academia de Pilotos, projeto que busca pescar talentos para a Fórmula 1 e já revelou Jules Bianchi e tem em suas bases os promissores Raffaele Marciello (GP2) e Antonio Fuoco (F-3 Europeia). A tradicional escuderia italiana, em parceria com o banco espanhol que patrocina o time, havia convidado o piloto para participar de uma semana especial de treinos, realizada anualmente em Maranello, Itália – participação autorizada pela Escuderia Telmex, outro programa de pilotos do qual faz parte.
Após realizar exames médicos e físicos, o neto do bicampeão Emerson Fittipaldi teve a oportunidade de realizar um teste de Fórmula 3 na pista particular de Fiorano nesta quarta-feira. Impressionada com o desempenho do piloto de 18 anos nos exames e no teste, a Ferrari decidiu integrá-lo em definitivo ao programa. Empolgado com a oportunidade de Pietro, Emerson, que antes projetava a chegada do neto à Fórmula 1 em três ou quatro anos, já acredita que o objetivo será alcançado mais cedo.
– Isso é um sinal que o Pietro estará na Fórmula 1 mais rápido do que se pensa. Ele foi muito bem nos testes de simulador, por isso anteciparam o teste no carro de F-3 – explicou Emerson.
Além do neto do brasileiro o projeto englobou também o americano Jake Craig (vencedor de torneios de kart nos EUA) e o mexicano Axel Matus (campeão de competições de kart em seu país) e da espanhola Marta Ariza (vencedora de um concurso de jovens talentos escolares promovido pelo banco espanhol), que testaram carros menos potentes, da F-4. Irmão mais novo de Pietro, Enzo, de 13 anos, também foi convidado para a semana de atividades na Ferrari. No entanto, não pôde testar carros por causa da idade.

Leia também:  União começa neste domingo sonho de voltar à Copa do Brasil
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.