Uma quadrilha especializada em roubo de carretas foi desarticulada e um motorista que era mantido em cativeiro foi libertado, pela Polícia Judiciária Civil, em uma ação da Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (Derrfva), realizada nesta sexta-feira (24), em Várzea Grande. Três integrantes da quadrilha foram presos pelo envolvimento no roubo de um caminhão com carga de cerveja.

Os acusados Rafael Santos do Prado, Wanderlan Joenck, 38, e Weverton Luiz dos Santos, 20, foram presos em flagrante pelo crime de roubo triplamente qualificado pelo concurso de pessoas, uso de arma de fogo e por restrição de liberdade da vítima.

A quadrilha era monitorada pela equipe da Derrfva, há cerca de três meses. Em diligências pela Avenida dos Imigrantes, investigadores desconfiaram de um caminhão em movimento que apresentava muitos solavancos e decidiram fazer a abordagem do veículo.

Leia também:  Acusado de agredir idoso e roubar casa é preso em Alto Garças

Questionado, o motorista Rafael, não soube prestar informações sobre o destino da carga de cerveja e não possuía documentos do caminhão e as notas fiscais do produto transportado. O suspeito apenas informou que receberia R$ 2 mil para levar a carreta até as proximidades do Trevo do Lagarto, em Várzea Grande, onde deveria abandonar o veículo no acostamento da pista, sentido Jangada.

A equipe acompanhou o suspeito até o local indicado como o ponto de encontro e efetuou a prisão do contratante do roubo da carga, Wanderlan. Ao ser questionado sobre o paradeiro da vítima, Wanderlan conduziu os policiais até o local do cativeiro, a cerca de 10km de distância do Trevo do Lagarto sentido Cáceres. O terceiro envolvido no roubo, Weverton, ficou com a responsabilidade de vigiar o motorista seqüestrado e com ele também foi apreendido um revólver calibre 38.

Leia também:  Após passar a noite em festa com amigos, mulher denuncia abuso sexual

O caminhão e a carga de cerveja foram recuperados e restituídos ao motorista, que em relato, informou aos policiais da Derrfva, ter permanecido cerca de 12h em poder dos criminosos.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.