A sessão ordinária da Câmara Municipal de Poxoréu, realizada na noite desta segunda-feira (06), foi rápida e serviu como palco de agradecimentos desta campanha eleitoral, mas apesar disto, alguns vereadores trouxeram à tona novos assuntos repercutidos durante a semana no município.

Mais uma vez, representantes do Movimento Contra Corrupção de Poxoréu (MCCP) tiveram oportunidade de fala e explanaram sobre a retirada do telhado do Balneário Lagoa, que foi levado para uma fábrica local. Como resposta, a Prefeitura Municipal enviou um ofício dando explicações sobre o ocorrido.

ACIDENTE
Vereadores da oposição e da base explanaram sobre o acidente ocorrido na manhã da última quarta-feira (01) que envolveu o carro oficial do Paço que era dirigido pelo ex-prefeito e atual marido da gestora, Lindberg Nunes Rocha. Veja Aqui.

Leia também:  Câmara começa analisar projeto que pode dar fim à repasses para Exposul

O vereador Agnaldo Santos (PMDB) aproveitou sua fala na tribuna para argumentar que irá pedir junto com demais parlamentares o boletim de ocorrência e o paradeiro da caminhonete já que segundo Agnaldo, não está mais em Poxoréu.

“A cidade aqui é campeã em voluntários, por isso vamos acompanhar este caso para esclarecer a população os fatos”, destacou.

Vereador Agnaldo Santos - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Vereador Agnaldo Santos – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

Adão Mauricio (PR) também acrescentou que quer todos os esclarecimentos quanto ao concerto do veículo, já que o Executivo não tem atendido as demandas do município com relação a obras.

O líder da prefeita na Casa de Leis, Aguinaldo Alves, popular Aguinaldo Batata (PTB), disse que o assunto tem que ser esclarecido. “Eu não compactuo com as coisas erradas da Prefeitura”, disparou.

Leia também:  Projeto propõe agilizar de forma online recursos contra notificações de trânsito
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.