Como acontece sempre antes da posse de um novo chefe de executivo municipal, estadual ou ainda federal, as especulações sobre a composição do 1º escalão e com o senador e governador eleito Pedro Taques já estão a todo vapor em Cuiabá.

Já corre a ‘boca miúda’ em um círculo restrito da cuiabania o que seriam os quatro primeiros nomes do novo staff que vai comandar o estado a partir de 2015.

Para a Secretária de Comunicação, o jornalista e amigo íntimo do governador eleito, Gustavo Vandoni, seria o cotado. Além da grande aproximação com Taques, Gustavo é irmão de Adriana Vandoni, que foi candidata a deputada estadual, e que apesar do empenho do irmão junto a Pedro Taques, não conseguiu se eleger.

Leia também:  STF arquiva denúncia contra Pedro Taques

Outro nome que já está sendo ventilado, é o do empresário do ramo financeiro, Alan Malouf. Alan é um bem sucedido dono de casas de câmbio e factorings em Cuiabá e seu nome segundo os boatos seria o indicado para assumir a Secretaria de Fazenda. Além do mercado financeiro, a família do empresário, ainda possui negócios no ramo imobiliário e um grande e conceituado buffet.

Outro nome que teria sido apontado pelas “Mães Dinah” de plantão é o do recém eleito deputado federal Adilton Sachetti (PSB) na Secretaria de Infraestrutura, mas está seria uma hipótese bem mais remota do que os nomes de Gustavo e Alan.

O nome do promotor do MPE Mauro Zaque também apareceu na lista de “cotados” para assumir um cargo no 1º escalão de Taques. Segundo as adivinhações ele assumiria o comando da pasta de Segurança Pública, mas tudo não deve passar realmente de boato, já que o Conselho dos Ministérios Públicos proíbe esse tipo de ligação dos seus membros.

Leia também:  Unimed é autuada por jogar lixo em ecoponto
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.