A saída do vereador Marcelo Neves (SDD) da bancada da oposição chama a atenção para o atual cenário político do Legislativo em Guiratinga.

Ocorre que daqui a poucos meses acontece a disputa pela mesa diretora da Casa de Leis, e Marcelo seria voto contado para oposição, mesmo que ele já tenha dado sinais de que ‘pularia’ de lado. Na época da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigou o prefeito Hélio Goulart (Dem), Marcelo foi na contramão da bancada e votou favorável pelo arquivamento.

Sem o vereador, a articulação da mesa fica mais complicada, contudo, as conversas que ventilam nos corredores da Câmara é que a oposição já sonda uma outra pessoa para compor o grupo.

Leia também:  Muito trabalho pela frente

Na última sessão, Marcelo não deu detalhes do motivo da saída, apenas afirmou que seria criticado. “Sei que vou ser muito criticado, mas já estou vacinado para isso”, disparou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.