O servidor público da Assembleia Legislativa (AL), Moacir Campos Soares incorporou o ‘slogan’ da Bombril e estava desempenhando 1001 utilidades na AL e em mais quatro municípios. Ele foi condenado pela Justiça por improbidade administrativa, após ter sido acusado pelo Ministério Público de trabalhar em quatro municípios, além de ser servidor da AL.

Efetivo desde 2001 na AL, o servidor deveria cumprir jornada de trabalho de 30h semanais. Porém conforme a investigação do MP, Moacir foi contratado em 2008, no período de janeiro a dezembro, nos municípios de Cocalinho e Planalto da Serra.

No mesmo ano, entre os meses de março a dezembro foi contratado para trabalhar em Araguaiana. De março a outubro de 2009 e de maio a dezembro de 2010, estava associado aos contratados do município de Cana Brava do Norte.

Leia também:  Vendaval também atinge estádio Luthero Lopes

O servidor ‘Bombril” Moacir foi punido com a suspensão de três anos dos direitos políticos e com multa de cinco vezes ao salário que recebia na AL.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.