Na próxima sexta-feira (24), o Secretario Municipal de Transportes e Trânsito, Argemiro Ferreira, junto com os representantes das empresas contratadas após processo licitatório para o estacionamento Rotativo Rondon – Planar Construções -, para a fiscalização eletrônica – Talentech Tecnologia Ltda. -, e para o pátio que receberá veículos apreendidos – Consórcio Guarda-Bem -, apresentar como funciona todo o sistema na cidade, bem como a data que entrará em funcionamento a fiscalização eletrônica, que até o momento está apenas em período de testes.

Além da imprensa local, estão convidados para participar da apresentação, órgãos da sociedade civil organizada como Rotary, Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis – Acir, Câmara dos Dirigentes Lojistas – CDL, Observatório Social, entre outros.

Leia também:  No 1º semestre, aumenta os casos de sífilis em Rondonópolis

O conjunto de ações que serão apresentadas visa modernizar o trânsito de Rondonópolis, trazendo mais segurança, maior mobilidade e com vagas para estacionar no centro da cidade.

Com a fiscalização eletrônica, a cidade contará com 15 radares fixos, 13 monitores de avanço semafóricos, dois radares portáteis, 12 lombadas eletrônicas. Os equipamentos já passaram por aferição do Instituto Nacional de Metrologia – Inmetro como determina a legislação.

O sistema de fiscalização conta ainda com quatro paineis de mensagens físicas distribuídos em pontos estratégicos da cidade que conterão mensagens de utilidade pública para a população que está em trânsito pela cidade.

Já, o Rotativo Rondon resolverá o problema da falta de vagas de estacionamento no quadrilátero central da cidade. Com um sistema que utiliza parquímetros, dos mais modernos do país, as vagas na região central serão pagas. O usuário pagará R$ 2,50 pela hora em que se mantiver estacionado na vaga, podendo manter-se na mesma vaga por duas horas pagando R$ 2,50, após esse período passará a pagar R$ 5,00 a hora.

Leia também:  Sarau literário do Ceac acontece em Rondonópolis

O pátio para veículos apreendidos atende o anseio da população de Rondonópolis, pois a cidade não contava mais com espaço para tal o que limitava o trabalho da Polícia Militar.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.