Peruzzo e Valdir BarrancoO Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adiou os julgamentos dos candidatos a deputado estadual Valdir Barranco (PT) e Altir Peruzzo (PT), que tiveram os registros de candidatura indeferidos pelo Tribunal Regional Eleitoral (leia aqui). O resultado do julgamento dos dois recursos pode mudar o cenário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso.

O ministro João Otávio de Noronha pediu vistas no caso de Barranco, por isso foi adiado. No recurso, a defesa alegou que as falhas eram formais e não resultariam no enquadramento do ex-gestor como “ficha suja”. A relatora do processo, ministra Maria Thereza Rocha de Assis Moura, votou pela manutenção da decisão do TRE.

Ela argumentou que analisou longamente todo o processo e afastou as alegações da defesa. “As contas foram rejeitadas pela Câmara e implicam no indeferimento da candidatura. Não cabe a nós analisarmos o mérito daquilo que já foi decidido”, declarou a ministra.

Leia também:  Câmara dos Deputados deve votar criação da Federal de Rondonópolis em agosto

Os demais ministros aguardarão o voto vistas do ministro João Otávio.

O TSE analisou ainda o recurso do também candidato a deputado estadual Altir Peruzzo (PT), que recebeu 15.229 votos. O julgamento do recurso foi convertido em diligência, ou seja, o processo será retomado ao Tribunal Regional Eleitoral para passar por novas análises com possíveis inclusão de novas provas como uma liminar do Tribunal de Justiça suspendendo a reprovação de suas contas.

Caso os dois candidatos tenham os registros deferidos, a coligação formada por PT/PMDB/PR/PROS e PCdoB passa a contar com mais uma vaga. Neste caso, Barranco seria incluído no quadro de eleitos e Peruzzo seria o 1º suplente da coligação. Neste caso, quem perde a vaga é o vereador por Várzea Grande, Pery Taborelli (PV), eleito por média na coligação PV e PSDC.

Leia também:  Segmentos religiosos debatem fim da imunidade tributária

Agora se apenas Barranco for deferido, a coligação permanece com o atual número de vagas e o petista ocuparia a vaga de Silvano Amaral (PMDB), que obteve 15.310 votos. Se apenas Peruzzo for deferido, ele fica como 1º suplente no lugar do vereador por Cuiabá, Alan Kardec Benitez (PT).

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.