plantacao de milho

A primeira quinzena de novembro trouxe bons ventos aos produtores de milho em Mato Grosso. As fortes elevações ocorridas no preço do cereal nas últimas semanas e a queda do preço do frete impactaram na redução da relação frete/milho, dando certo alívio ao produtor. As informações são do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

De acordo com análises realizada pelos economistas do Instituto, pela primeira vez desde o início da safra atual, a relação do preço do frete do milho (Sorriso a Santos) e o preço da saca do cereal apresentou – se menor que 100%, ou seja, a saca do milho ficou mais cara que seu transporte até o porto, lembrando que nos meses anteriores essa participação chegou a 145%.

Leia também:  Governo apresenta Plataforma Digital da Agricultura Familiar de MT

Uma das variáveis responsáveis pela queda do preço do frete é a grande frota de caminhões nesta safra, que vem refletindo em menores preços, mesmo com as exportações mato – grossenses mais firmes em outubro. Este fator, aliado às elevações nas cotações internas, tem proporcionado melhores margens aos produtores do Estado e um cenário mais favorável para o mercado do milho, conclui a pesquisa.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.