Uma entrevista do presidente do CRB, Marcos Barbosa, à Rádio Gazeta no início desta semana colocou panos quentes em possíveis críticas ao técnico Ademir Fonseca. O treinador regatiano conversou com o GloboEsporte.com nesta quinta-feira, no Rei Pelé, garantiu que não há nenhuma rusga com o mandatário do Galo e criticou uma emissora de televisão do Rio de Janeiro, que, segundo ele, agiu de maneira mal intencionada em relação ao aniversário dos filhos gêmeos de Ademir, comemorado com um bolo na concentração do Alvirrubro, em solo fluminense, antes da partida com o Macaé.

– Acho que não tem rusga nenhuma. O Marcos Barbosa é um cara que tem liberdade de falar sobre qualquer tipo de assunto quando não concordar. Ligar para mim, me chamar para uma reunião e a gente conversar normalmente em um nível bem tranquilo. É que no calor de jogo, perde o jogo por 4 a 0, ele fica de cabeça quente, eu também. Para ele chegou uma informação de uma TV mal intencionada, que, sem apurar os fatos, viu uma foto nas redes sociais de um garoto comendo pedaço de bolo com os jogadores e usou aquilo de uma forma muito covarde para poder justificar uma derrota nossa.

Leia também:  Com a demissão de Ceni, São Paulo vai completar 16 técnicos em 8 anos

O técnico do Galo justificou a derrota sofrida no jogo de ida da semifinal e elogiou a figura do dirigente regatiano após ter conhecimento sobre o que realmente ocorreu na véspera da partida.

– Não precisamos disso para justificar nossa derrota. Perdemos porque jogamos mal e o adversário foi superior, não vamos tirar o mérito do adversário, parece que ele não é ninguém. Nosso objetivo não é esse. Quando ele [Marcos Barbosa] ficou sabendo disso, se retratou publicamente. Não precisava fazer isso porque eu conheço a índole e o caráter dele, sei que é um homem de bem. Naquele momento, falou porque chegou na cabeça dele uma informação que não era verdade e ele explanou. Mas quando caiu na realidade e se deparou com a verdade, ele colocou as coisas no lugar e não tem rusga nenhuma.

Leia também:  Título da Champions pode fazer CR7 alcançar Messi

Ademir Fonseca aproveitou a oportunidade para deixar claro que tem um bom relacionamento com toda a diretoria do CRB e mostrou que vai sair em defesa da própria família sempre que necessário.

– Nunca tive problema com nenhum com os dirigentes do CRB e nunca vou ter porque falamos a mesma língua. O dia que não der certo, amigavelmente apertaremos as mãos, faremos o destrato e não vai ter nenhum tipo de problema. Sou um cara muito passivo, agora, se eu defendo meus amigos, meus jogadores que trabalham comigo no dia a dia, imagine os meus filhos. Não tem como. Pai que não defende os filhos e a família não é pai. Eu dou a minha vida por eles. Se eu estiver errado, também vou pagar o preço por isso. Graças a Deus está tudo no lugar, não teve maior repercussão e estamos firmes para o jogo decisivo com o Macaé.

Leia também:  Acontece nesse final de semana 1º Torneio de Férias de Vôlei no Ginásio Municipal de Jaciara

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.