Celulares e carregadores que estavam de posse do advogado – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Celulares e carregadores que estavam de posse do advogado – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Na tarde desta terça-feira (11), agentes da Penitenciária Major Eldo Sá Correa (Mata Grande) impediram a entrega de seis celulares e vários carregadores pelo advogado Valdir Scherer, 56 anos, a um reeducando da unidade prisional.

De acordo com o subdiretor da Mata Grande, Ailton Ferreira, o detector de metais acusou uma alta quantidade de objetos dentro da pasta do advogado, que em um primeiro momento se recusou ser revistado, contudo declarou, posteriormente, que os celulares seriam entregues ao reeducando Douglas Santana da Silva.

Diante da situação, os agentes deram voz de prisão para o advogado que foi encaminhado para a 1ª Delegacia de Polícia, acompanhado do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Rondonópolis, Ronaldo Batista Alves Pinto, que irá se pronunciar apenas nesta quarta-feira (12), após analisar o caso.

Leia também:  Homem morre após ser baleado e corpo é encontrado na BR-364
Momento em que o advogado é conduzido - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Momento em que o advogado é conduzido – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.