O aeroporto Maestro Marinho Franco de Rondonópolis foi notificado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) por irregularidades relacionadas ao Serviço de Prevenção, Salvamento e Combate a Incêndios (SESCINC), essenciais para o bom funcionamento e atendimento do aeroporto.

O secretário de Transporte, Argemiro Ferreira, informou que a última vistoria da ANAC ocorreu no mês de março, na qual foi emitido um relatório de inspeção em que foram apontadas as inconsistências encontradas. “Estamos tomando todas as providências dentro do prazo definido, que varia conforme a irregularidade. Inclusive a equipe que compõem o SESCINC participou de treinamentos em outros três aeroportos, sendo Confins (MG), Base de Alcântara (MA) e Anapólis (GO)”, diz.

Além do aeroporto de Rondonópolis, o de Sinop chamado de  Presidente João Figueiredo também foi notificado por apresentar os mesmos problemas. A ANAC informou que a Prefeitura de Sinop, responsável pelas operações por meio da secretaria de Transportes, apresentou documento com as correções necessárias, que no momento passa por análise da Agência.

Leia também:  Igrejas celebram Corpus Christi com missas e procissões em Rondonópolis

Apesar dos problemas, em nota, a ANAC ressalta que os dois aeroportos estão abertos e sem restrições de tráfego aéreo. Enquanto as prefeituras se adequam, o governo federal discute Medida Provisória (MP) em que propõe que a Agência flexibilize algumas regras de operação de aeroportos localizados na Amazônia Legal.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.