O título ficou com o Cruzeiro, mas o São Paulo também tem o que comemorar neste domingo. Em uma Arena Pantanal com bom público – e de maioria tricolor, apesar do mando rival -, a equipe de Muricy Ramalho venceu o Santos por 1 a 0 com gol do meia Gabriel Boschilia, aos dez minutos do segundo tempo. O resultado garante no mínimo o quarto lugar do Brasileirão, e consequentemente o passaporte para a Libertadores de 2015.

Com duas rodadas a serem disputadas, o Tricolor ocupa a segunda colocação, soma 69 pontos e chegará no máximo a 75, enquanto o Cruzeiro tem 76. Já o desinteressado Santos, cujo jejum agora já dura nove partidas, está em 11º com 47 pontos e termina 2014 como freguês no San-São: empate por 0 a 0 no Paulista e duas vitórias são-paulinas no Brasileiro (no primeiro turno, foi 2 a 1 no Morumbi).

Leia também:  Dourado sobe duas posições e chega ao 50º lugar no ranking Nacional

De olho na Copa Sul-Americana, o São Paulo entrou em campo neste domingo com apenas três titulares: Rogério Ceni, Edson Silva e Hudson, que desta vez atuou como volante. Não foi culpa de Pato, que foi titular pela primeira vez desde que lesionou a coxa esquerda e mostrou disposição, mas a equipe só teve volume de jogo quando Luis Fabiano o substituiu no intervalo.

Muito ovacionado pela torcida, o Fabuloso não foi decisivo como em partidas recentes, mas saiu da área para buscar jogo e iniciou a troca de passes que culminou com a tabela entre Boschilia e Reinaldo, e o gol do jovem armador em chute cruzado, sem chances para Aranha.

Do outro lado, estava um Peixe de estrelas apagadas. Robinho, antigo carrasco dos são-paulinos, teve atuação lamentável e foi substituído por Leandro Damião aos 24 minutos do segundo tempo. Gabriel, ainda mais apático, saiu junto com Souza no intervalo para as entradas de Thiago Ribeiro e Geuvânio, o mais lúcido do time. Foram dele as duas maiores chances de gol dos alvinegros: uma cara a cara com Ceni e outra em um balaço de longe que carimbou o travessão.

Leia também:  Corinthians vence o Fluminense de virada e se torna campeão brasileiro pela sétima vez

O Tricolor agora volta suas atenções para a semifinal da Copa Sul-Americana. Na quarta-feira, o Morumbi estará lotado para o jogo de volta contra o Atlético Nacional (COL) – os colombianos venceram na ida por 1 a 0. No Brasileirão, os dois últimos adversários da equipe são Figueirense, domingo que vem, no Morumbi, e Sport, dia 7 de dezembro, na Ilha do Retiro.

Já o Santos segue cumprindo tabela na competição nacional: seus últimos rivais na temporada serão o Botafogo, domingo que vem, na Vila Belmiro, e o Vitória, também no dia 7, em Salvador.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.