Os veículos tercerizados estão parados na sede da Coder - Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Os veículos terceirizados estão parados na sede da Coder – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Os prestadores de serviços da Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder) realizaram na manhã desta quarta-feira (05) uma manifestação em frente à sede do órgão. Ao todo são 40 proprietários de caminhões caçambas, carga seca e trator que reivindicam o pagamento de quatro meses de salários atrasados.

De acordo com a prestadora de serviços, Rejany Renner, a Coder não havia se manifestado quanto ao pagamento. “Ninguém dá uma resposta, não dá satisfação, trata a gente com hostilidade,” disse.

A prestadora de serviços,  Rejany Renner
A prestadora de serviços, Rejany Renner – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Rejany Renner é dona de dois caminhões caçambas que prestam serviço de transporte de cascalho a Coder. Além deste serviço, terceirizados também prestam serviços de tapa buraco, setor de limpeza, roçadeira, entre outros.

Leia também:  Samu e militares vão fazer simulação realística de uma explosão no Shopping

Com o atraso do pagamento, a locadora de caminhões disse que a falta de pagamento tem prejudicado a ela e aos demais terceirizados. “Eu estou devendo no posto de combustível, borracharia, oficina. Eu tenho vergonha de sair na rua com as pessoas me cobrando. Além de mim, eu ainda pago funcionário para dirigir o caminhão,” desabafou Renner.

O presidente da Coder, Eduardo
O presidente da Coder, Eduardo Duarte disse será feito planejamentos futuros para o pagamento dos meses atrasados –  Foto: Varlei Cordova / AGORA  MT

O chefe de Gabinete da Prefeitura e presidente da Coder, Eduardo Duarte, chegou ao local durante a manifestação e disse que o pagamento do mês de agosto será efetuado até a próxima segunda-feira (10).

“Teve atraso da Companhia, nós tivemos uma reunião semana passada. Nós não tivemos condições de honrar o pagamento deles. A empresa está passando por uma dificuldade muito grande. O pagamento de agosto será feito na segunda-feira, já dos demais meses vai depender dos planejamentos futuros, podem ocorrer outros atrasos, mas temos que manter o diálogo com os terceirizados”, disse o presidente.

Leia também:  Temperatura cai e 1° dia útil de junho deve ser de chuva em Rondonópolis

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.