RobinA morte de Robin Williams foi oficialmente considerada um suicídio, disseram autoridades do Condado de Marin em um comunicado nesta sexta-feira. A necrópsia não encontrou drogas ilegais ou álcool no corpo do ator. Drogas prescritas por médicos foram encontradas em níveis que condizem com o de um tratamento, acrescentou a polícia.

O ator de 63 anos, cujo corpo foi encontrado em sua casa em Tiburon, na área da Baía de San Francisco, em 11 de agosto, morreu de asfixia por enforcamento, afirmou o gabinete do xerife do Condado de Marin em comunicado.

Segundo a esposa de Williams, em comunicado três dias após a morte, ele estava sóbrio ao morrer. “Ele foi corajoso ao lutar contra a depressão, a ansiedade e os estágios iniciais da doença de Parkinson, da qual não estava pronto para falar em público”, disse Susan Schneider.

Leia também:  Rico e Lázaro | Benjamin vê Joana na rua e pede para falar com ela

Robin McLaurin Williams começou sua carreira em 1977, atuando na TV. Já demonstrando seu talento para a comédia, participou de diversos episódios do “The Richard Pryor show”. Depois de ficar conhecido como o personagem Monk na série “Happy days”, conquistou o sucesso também no cinema já com seu primeiro papel. Em 1980, interpretou o marinheiro Popeye, em filme de mesmo nome.

Além do destaque como comediante, Williams tem no currículo filmes que comoveram grandes plateias, como “Bom dia, Vitenã” (1987), “Sociedade dos poetas mortos” (1989), “Tempo de despertar” (1990), “O pescador de ilusões” (1991) e “Gênio Indomável” (1997), que lhe rendeu seu único Oscar.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.