Deve ser julgado amanhã (04) pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) as contas de gestão da 1ª dama do Estado, Roseli Barbosa, do ano de 2013 enquanto a mesma esteve à frente da Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas). Roseli assumiu em 2010 e deixou o cargo no início deste ano com a alegação de concentrar em atividades particulares.

O ano de 2013 a frente da pasta é um dos que podem ‘sujar’ o nome de Roseli, pois foi quando houve denúncias de uma suposta fraude que teria desviado mais de R$ 20 milhões. O fato ainda está sob investigação pelo Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco).

Leia também:  Gabinete Itinerante atende comunidade do bairro Morumbi e região

O relator do balanço será o conselheiro Luiz Carlos Pereira. Nos outros anos as prestações de contas da pasta sempre foram aprovadas.

OPERAÇÃO ARUQUEIRO

Em 24 de abril a operação foi deflagrada. A investigação começou após erros grotescos serem encontrados nos materiais dos cursos profissionalizantes. Umas das pessoas contratadas para elaborar o conteúdo não possuía nem o Ensino Médio Completo.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.