Em cumprimento à Lei Orgânica do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, o Procurador-Geral de Justiça, Paulo Roberto Jorge do Prado, candidato à reeleição, se desincompatibilizará do cargo nos 30 dias que antecedem a data da eleição. Nesse período, que começa a contar a partir do dia 10 de novembro, a instituição será conduzida pelo decano no Conselho Superior do Ministério Público, procurador de Justiça Luiz Alberto Esteves Scaloppe.

Nesta terça-feira (4), durante reunião promovida pelo procurador-geral de Justiça, Paulo Roberto Jorge do Prado, o procurador de Justiça Luiz Alberto Esteves Scaloppe conheceu toda a equipe que integra a atual administração e obteve informações sobre as rotinas diárias. “Afasto da instituição com toda a tranquilidade, pois deixarei o comando nas mãos de um homem preparadíssimo, com toda a vivência necessária para administrar o Ministério Público neste momento de transição”, afirmou Prado.

Leia também:  MT é eleito o 3º estado com melhor frequência escolar no ensino médio

O procurador de Justiça Luiz Alberto Scaloppe enalteceu a iniciativa e disse que pretende dar continuidade aos trabalhos e manter a governabilidade. “Essa formalidade mostra a seriedade da administração. Serão 30 dias de muita experiência e estarei à disposição de todos membros, servidores e sociedade em geral”, ressaltou.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.