Os preços da carne de frango vêm reagindo no correr de novembro, conforme dados do Cepea. O consumo doméstico está mais aquecido, favorecido pelo período de início de mês (recebimento de salários) e pelos menores patamares dessa proteína na comparação com as concorrentes (suína e bovina).

Além disso, o bom desempenho das exportações tem refletido em oferta mais restrita no mercado doméstico, contribuindo para elevar as cotações. Só na primeira semana de novembro, os embarques da carne de frango in natura totalizaram 90,9 mil toneladas, ou média diária de 18,2 mil toneladas, 26,8% maior que a de outubro e 15,4% superior à do mesmo período de 2013, conforme dados da Secex.

Leia também:  Governo publica diretrizes para leilões de energia nova

Se esse ritmo for mantido, no encerramento de novembro, serão exportadas 363,5 mil toneladas, recorde da série da Secex, iniciada em 1997.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.