A falta de cinto de segurança por parte de motorista ou passageiro ainda segue como a infração mais cometida no trânsito de Cuiabá. Segundo levantamento do Departamento estadual de Trânsito (Detran), somente esta infração gerou 18.882 autuações no trânsito da capital ao longo do primeiro semestre deste ano, mais de 29% do total de 64.566 autuações referentes às dez principais infrações.

A cena de motoristas e passageiros trafegando sem o cinto de segurança é recorrente. Em grande parte dos casos, a alegação dos condutores é de que acabaram de sair de algum estabelecimento ou que farão um trecho muito curto de carro.

De acordo com a tenente coronel Gradielle Bugalho, da Polícia Militar (PM), o motorista habilitado que trafega sem o cinto de segurança está ciente dos riscos da prática e da multa a que se sujeita pelo simples fato de que, se possui a Carteira Nacional de Habilitação (CNH), o pressuposto é de que tenha passado por algum curso de formação de condutores.

Leia também:  Taxa de homicídios de negros aumenta 15,7% em MT de 2005 a 2015

Ao lado de trafegar sem cinto de segurança, dentre as principais infrações mais cometidas no trânsito da capital estão o estacionamento de veículo em locais e horários proibidos (mais de 9 mil autuações no primeiro semestre), conduzir com fones de ouvido ou utilizando telefone celular (mais de 8,9 mil casos) e avanço de sinal vermelho ou sinalização de parada obrigatória (mais de 5,3 mil autuações).

Outras infrações frequentes são a circulação de veículo sem licenciamento ou registro (2,2 mil casos), estacionamento sobre faixa de pedestre, calçada, ciclovias e canteiros (4,8 mil) e em locais e horários vetados (3,9 mil).

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.