Puxado pela gasolina, que na última semana subiu nos postos de combustíveis de todos os Estados brasileiros e do Distrito Federal, os preços do etanol hidratado, que é usado diretamente no tanque dos veículos, também se valorizaram com mais força nos últimos dias. Conforme levantamento da Agência Nacional de Petróleo (ANP), os preços médios do hidratado ao motorista subiram em 17 Estados e no Distrito Federal entre os dias 9 e 15 de novembro na comparação com a semana anterior.

A maior valorização do biocombustível foi verificada no Ceará (1,47%) e em Goiás (1,28%). No Estado de São Paulo, maior centro consumidor de combustíveis do país, o litro do hidratado ficou 0,26% mais caro, a R$ 1,864 em média. No acumulado das últimas quatro semanas, a variação foi de 0,70%. Na última semana, o preço médio do litro de gasolina nos postos subiu 1,29% e, em quatro semanas, valorizou-se 1,80%.

Leia também:  Pesquisa revela meses mais baratos para viajar até o final do ano

Goiás foi um dos Estados onde a alta do hidratado ao consumidor final foi maior em quatro semanas, com o preço médio do litro saindo de R$ 2,081 (entre 19 e 25 de outubro) para R$ 2,125 (entre 9 e 15 de novembro) — uma valorização acumulada de 2,11%. No mesmo período, o preço médio do litro da gasolina em Goiás subiu 1,95%.

Em sete Estados, o preço médio do litro do etanol hidratado caiu na semana entre 9 e 15 deste mês, na comparação com a semana anterior. A maior retração foi observada em Pernambuco (1,11%). Em dois Estados, o preço permaneceu inalterado.

De forma geral, a gasolina ficou 1,60% mais cara ao consumidor final no Brasil, mas em alguns Estados, o percentual de valorização semanal ficou bem acima disso, como no Ceará, onde o preço médio do litro subiu 4,8% na última semana.

Leia também:  Com preços menos atrativos, produtores devem reduzir área destinada ao milho

Com isso, a paridade do etanol em relação a gasolina ficou praticamente inalterada, apesar da valorização do biocombustível. Continua vantajoso ao consumidor final abastecer com etanol em São Paulo, Goiás, Mato Grosso e Paraná. Mato Grosso do Sul, que não estava na lista nas semanas anteriores, passou a registrar vantagem para o biocombustível. Conforme o padrão mais aceito no mercado, usar etanol hidratado em vez de gasolina compensa ao motorista quando o preço do biocombustível equivale a menos de 70% do preço da gasolina.

Na usina em São Paulo também houve alta de preços do etanol hidratado. O indicador Cepea/Esalq para o biocombustível subiu 3,15%, a R$ 1,2277 o litro entre 10 e 14 deste mês. Na semana anterior, o indicador havia se valorizado 5%.

Leia também:  Preço da gasolina e do diesel deve aumentar nas refinarias do País nesta terça
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.