Um homem identificado com as iniciais M.M.V., 30 anos, acusado de abusar da enteada teve o mandado de prisão preventiva cumprido pela Polícia Judiciária Civil, na tarde desta segunda-feira (17), em sua residência no bairro Ribeirão do Lipa, na capital Cuiabá (215 Km de Rondonópolis).

De acordo com as investigações da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e Adolescente (Deddica), o acusado praticava abusos contra a enteada, de 9 anos de idade. Ainda conforme informações, outras duas meninas, amigas da menor, também foram vítimas de assédio do acusado.

As investigações iniciaram após denúncia da mãe da menor, que passou a desconfiar que a filha vinha sofrendo os abusos. No atendimento psicossocial, a vítima relatou que o padrasto aproveitava os momentos em que ficava a sós com ela para praticar os abusos.

Leia também:  Dois veículos são recuperados durante ação conjunta em Cuiabá

Conforme informações, durante os assédios, o padrasto acariciava as partes íntimas da enteada e em uma ocasião chegou a obrigar a menina a fazer sexo oral, ejaculando em sua boca e a obrigando a engolir o sêmen. A vítima contou ainda durante depoimento à polícia, que duas amigas suas, uma de 12 e outra de 13 anos, também sofreram os abusos. Uma das garotas foi abusada em companhia da menor, a outra teve as partes íntimas acariciadas pelo acusado, enquanto tomavam banho de rio.

As duas menores foram identificadas e passaram pelo atendimento psicossocial, em que confirmaram que foram abusadas sexualmente pelo suspeito.

 

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.