Foto: Varlei Cordova / AGORA MT
Representantes de sindicatos, do legislativo e da sociedade civil compareceram a reunião – Foto: Varlei Cordova / AGORA MT

Uma reunião foi realizada na manhã desta terça-feira (18) na Câmara Municipal de Rondonópolis com o objetivo de discutir sobre a lei que determina a regulamentação dos ambulantes.

Além dos representantes do legislativo, compareceram o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Rondonópolis (ACIR), Luiz Fernando, “Luizão”, a presidente da Câmara de Dirigentes Logistas (CDL), Eliane Queiroga, membros do Sindicato das Indústrias e de Alimentação e sociedade civil.

De acordo com o presidente da Câmara Municipal, Ibrahim Zaher (PSD), a reunião foi feita para que os representantes dos sindicatos também participassem e emitissem a opinião quanto a situação dos ambulantes.

Na reunião, o presidente do Sindicato das Indústrias e de Alimentação disse que é a favor da retirada e da formalização dos ambulantes. “O ambulante ele é realmente um problema para a sociedade, quando ele não entra nas normas. Vamos eliminar o problema no começo, ele vai para a feira que é o local destinado para esse tipo de comércio,” disse o presidente.

Leia também:  Tarifa de pedágio da BR-163 tem desconto a partir desta quarta

Para Omar Alberto Pereira Pinto membro do Sindicato das Indústrias e de Alimentação, a concorrência é desleal, já que o empresário paga seus impostos, tem gastos com a estrutura e funcionários.

Já os vereadores comentaram sobre a falta de condições de realizar a fiscalização, como encontrar uma opção para os ambulantes e a respeito da regulamentação da categoria.

O vereador Rodrigo da Zaeli (PSDB) falou sobre a dificuldade que há para fiscalizar os ambulantes “Nós não temos condições de retirá-los das ruas, nem as mesmas condições de fiscalizar os ambulantes, quanto os comércios. Mas precisamos começar a fiscalizar,” declarou.

“Nosso posicionamento é que busque uma alternativa menos dolorosa para o ambulante. Eu acho que o caminho é colocar situações de adequações até chegar a uma decisão,” disse o vereador Cláudio da Farmácia (PMDB).

Leia também:  Nuvem de fumaça faz escola municipal dispensar alunos

Para o vereador Adonias, uma opção seria a construção de um novo shopping popular. “Vamos construir um novo shopping popular, fazer o cadastro dos ambulantes e depois não deixar que preencham as ruas,” informou.

O presidente da câmara municipal, Ibrhaim Zaher (PSD)disse que em uma próxima data serão feitas as emendas e que possivelmente será aprovado um projeto final.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.