Em outubro, Mato Grosso registrou o segundo maior volume de pluma exportada na história, de 87,4 mil toneladas, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex). Isso é reflexo da demanda aquecida no exterior, que nesta época do ano só encontra algodão de boa qualidade em larga escala no Brasil, uma vez que a produção dos EUA, maior exportador do mundo, ainda não estava disponível. As informações foram divulgadas pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

De acordo com a pesquisa, com isso, as análises anteriores vão ficando evidentes, a demanda existe, o que complica são os preços. Como prova disso, verifica-se que o valor pago pelo algodão mato-grossense ficou em US$ 1.816,35/t, a pior média mensal desde julho de 2012.

Leia também:  Brasil reabre mercado japonês para exportação de leite e derivados

Os economistas do Instituto explicam que o que resta é a parte ofertante ficar atenta às oportunidades para se aproveitar dessa demanda e tentar fechar bons negócios, uma vez que a safra dos Estados Unidos chegará logo, com boas expectativas de produção, o que saturaria o mercado, desvalorizando as cotações, e dificultando grandemente as negociações internacionais.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.