Nova espécie de peixe foi descoberta em Encruzilhada do Sul (Foto: Matheus Volcan/Divulgação)
Nova espécie de peixe foi descoberta em Encruzilhada do Sul (Foto: Matheus Volcan/Divulgação)

Pesquisadores de Pelotas, no Sul do Rio Grande do Sul, descreverem recentemente uma nova espécie de peixe. Batizado de Austrolebias bagual, ele vive em poças temporárias, ambientes que se formam anualmente e secam meses depois.

A descoberta ocorreu em Encruzilhada do Sul, no Vale do Rio Pardo. A nova espécie atinge cinco centímetros de comprimento, possui o fundo claro e listras tranversais mais escuras, além de variar em colorações de azul e verde nas nadadeiras.

Conforme o vice-coordenador do Instituto Pró-Pampa, responsável pela pesquisa, esse tipo de peixe utiliza uma estratégia para manutenção da espécie. Luis Lanés explica que, quando a poça seca, os ovos se mantêm depositados no solo.

Leia também:  Governo desbloqueia R$ 12,8 bilhões do Orçamento

“Sempre fazemos as pesquisas no período de chuva, basicamente de junho até dezembro, no máximo. Depois, essas poças secam. Mas os ovinhos continuam, ficam enterrados no solo e voltam a se desenvolver na próxima temporada. Eles já estão adaptados”, afirmou. .

Apesar dessa característica, a espécie é considerada “criticamente ameaçada” de extinção. Segundo Lanés, ela vive em ambientes restritos e em áreas utilizadas para agricultura, como cultivo de arroz e trigo. A descoberta ocorreu através do Projeto Peixes Anuais do Pampa.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.