As atitudes do vereador Jailton do Pesque-Pague (PDT), andam deixando seus companheiros da Câmara Municipal de cabelo em pé e com a pulga atrás da orelha.

As indefinições do parlamentar e a chamada falta de palavra de Jailton tem gerado atrito dentro da Casa de Leis rondonopolitana, segundo informações a “máxima” política de que “o que ele promete sentado, não cumpre quando está de pé”, vale perfeitamente para o pedetista.

Um dos vereadores da base de apoio ao prefeito Percival Muniz (PPS), chegou a confidenciar a Coluna BASTIDORES que o parlamentar não é digno de confiança e fica fazendo papel de bom samaritano, “na última eleição ele começou apoiando o Tampinha (PDT) para deputado Federal, depois não se sabe por que, mudou de ideia e abandonou a sua promessa de apoio e entrou na campanha de Adilton Sachetti (PSB) que nem do seu partido é”, reclamou o parlamentar que pediu para não ter o seu nome revelado.

Leia também:  O 'pai da criança' é o Pátio

O vereador indignado com a atitude de Jailton foi ainda mais fundo e revelou que o pedetista também traiu o grupo de Percival ao declarar apoio a candidatura de Lourisvaldo Manoel de Oliveira, o Fulô (PMDB), mesmo depois de fazer uma série de exigências e as ter atendidas, “não sei como uma pessoa pode ser tão inconstante, ele (Jailton) vive fazendo essas coisas, promete uma coisa e minutos depois já fala que não prometeu nada e que não vai cumprir acordo nenhum e ainda que ficar posando de bonzinho, de homem de Deus”, atacou.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.