Promotor observa validade de medicamentos - Foto: Movimento Contra Corrupção de Poxoréu (MCCP)
Promotor observa validade de medicamentos – Foto: Movimento Contra Corrupção de Poxoréu (MCCP)

O promotor de justiça em Poxoréu, Adriano Roberto Alves, deve divulgar em breve, o resultado do parecer sobre as dezenas de caixas de remédios que foram encontradas vencidas em uma sala da Secretaria Municipal de Saúde. Adriano deixa claro que caso seja constatada alguma irregularidade, a gestão responsável por tal prática será penalizada judicialmente.

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS REPORTAGENS SOBRE POXORÉU E REGIÃO

Para dar um resultado oficial, o promotor ainda aguarda uma posição do Conselho Municipal de Saúde, que é quem ficou responsável por fazer uma listagem minuciosa e catalogar a data de vencimento de cada medicamento.

A presidente do conselho, Maria Auxiliadora, esclareceu que o levantamento será apresentado nesta quarta-feira (12), durante reunião no Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Poxoréu (Assemp).

Leia também:  Fies divulga resultado do segundo semestre de 2017
Maria Auxiliadora presidente do Conselho Municipal de Saúde - Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT
Maria Auxiliadora presidente do Conselho Municipal de Saúde – Foto: Ronaldo Teixeira / AGORA MT

“Um dos assuntos da pauta na Assemp é a apresentação do resultado deste trabalho. Onde o conselho vai relatar seu parecer perante aos servidores e posterior entregar ao promotor”, finalizou.

O assunto dos remédios vencidos veio à tona no início de setembro e causou polêmica na cidade já que boa parte destes medicamentos, estavam em falta na rede básica de saúde.

Em uma entrevista passada o promotor contou que visitou o local e constatou a veracidade dos fatos.

“Estive no local e pude perceber que realmente existe remédios fora da validade, na maioria amostra grátis. Também constatamos remédios vencidos em 2012 e 2013, mas ainda é cedo para culpar alguém”, disse ele na época.

Leia também:  Febre Chikungunya aumenta 116% neste ano em Mato Grosso

Envie-nos fotos, vídeos sugestões de matérias e denúncias através do aplicativo WhatsApp do AGORA MT 66 8137-1114 ou pelo e-mail con[email protected]

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.