O prazo para a 2ª etapa da vacinação do rebanho contra a febre aftosa nas propriedades rurais de Mato Grosso encerra no próximo domingo (30). A meta é vacinar mais de 28 de bovinos e búfalos no estado até o final da campanha.

O pecuarista que não tiver imunizado o gado e/ou não comunicar o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea – MT) até o dia 10 de dezembro poderá ser multado em R$ 240, 97 por cabeça. A vacina é válida contra a aftosa é válida para bovinos e búfalos de todas as idades.

Segundo o Indea-MT, na 1ª etapa da vacinação realizada em maio do ano corrente, com animais até 24 meses, a taxa de imunização ultrapassou 99%.

Leia também:  Quando o jogo vira doença

O estado de Mato Grosso está imune a 18 anos da febre aftosa, o último caso foi registrado em 1996, e é reconhecido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) como território livre da doença com vacinação.

Fronteira

O Fundo Emergencial de Saúde Animal de Mato Grosso (Fesa-MT) doou 120 mil doses de vacina para o governo boliviano realizar a vacinação na faixa de fronteira com o Brasil. O Fesa também entregou 15 kits de vacinação para as ações de educação sanitária realizadas pelo Indea na fronteira do Brasil com a Bolívia.

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.