Mesmo ainda sem data marcada para a eleição, a disputa pela cadeira da presidência da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM) já está acirrada. Pelo menos quatro prefeitos devem entrar nesta queda de braço que deve acontecer entre dezembro e janeiro.

Devem entrar na disputa o prefeito de Água Boa, Mauro Rosa (PPS), o de Alto Paraguai, Adair José Alves (PMDB), de Glória D’Oeste, Nilton Borgatto (PP) e o de Nortelândia Neurilan Fraga (PSD).

A briga entre partidos deve ser grande, há dois mandatos a presidência está com o PSD que tem hoje 39 prefeitos no Estado. Outro partido que também tem um bom número de representantes e forte influência política é o PMDB com 29 cadeiras ocupadas.

Leia também:  Site prevê possibilidade de advogada assumir cadeira na Câmara de Cuiabá

Até a montagem da chapa muitos partidos ainda devem se unir, uma futura aliança entre PT, PR, PMDB e PSD pode acontecer para que cerca de 90 prefeitos se unam e não entreguem a presidência ao grupo do senador Pedro Taques (PDT).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.